Maurão de Carvalho libera recursos para recuperação asfáltica em 17 municípios

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB) liberou cerca de R$ 4 milhões em recursos para obras de recuperação do asfalto urbano em 17 municípios. A assinatura simbólica dos convênios ocorreu nesta segunda-feira (19), em Rolim de Moura, durante solenidade de entrega de máquinas e equipamentos à usina de calcário do Departamento de Estradas de Rodagens (DER).

O governador Confúcio Moura (PMDB), o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, o senador Valdir Raupp (PMDB), os deputados federais Marinha Raupp (PMDB) e Marcos Rogério (DEM), os deputados estaduais Jean Oliveira (PMDB) e Cleiton Roque (PSB), o prefeito Luizão do Trento (PSDB), vereadores, prefeitos de cidades vizinhas, prestigiaram o evento.

Na ocasião, foram entregues maquinários adquiridos via emenda de Marinha Raupp, no valor aproximado de R$ 3 milhões, para reforçar a equipe do DER que controla a usina de asfalto, que atende a Zona da Mata, regiões vizinhas e também o Cone Sul.

“A deputada Marinha assegurou a compra de maquinário e eu destinei recursos para a compra de massa asfáltica, que será usinada e usada pelas prefeituras para obras de tapa-buracos, além de servir ao próprio DER para obras de recapeamento rodoviário”, disse Maurão.

Rolim de Moura foi contemplada com R$ 500 mil de Maurão, para a compra de massa asfáltica para obras de tapa-buracos. Nesta segunda, convênios com 17 prefeituras foram assinados, que somam cerca de R$ 4 milhões em emendas do presidente da Assembleia. Cada município recebeu recursos proporcionalmente as suas necessidades.

“Esse dinheiro será aplicado na recuperação do asfalto urbano, que é o nosso grande desafio. A população nos cobra e estamos buscando parcerias para conseguir mudar a cara de Rolim de Moura”, afirmou o prefeito.

ALE/RO – DECOM

Comente com o Facebook

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal É Fato Rondônia. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.