Léo Nascimento deixa o sertanejo e vai cantar gospel

Redação 20 de junho de 2017 Comentários desativados em Léo Nascimento deixa o sertanejo e vai cantar gospel




O pedreiro que conquistou o Brasil no seguimento sertanejo anuncia que vai migrar para o gospel. A decisão foi tomada por Léo Nascimento ao afirmar ter escutado a voz de Deus que é chegada a hora.

Léo já está em estúdio na produção do CD gospel que traz 10 canções entre regravações e inéditas, clipe e participações especiais, entre elas algumas nacionais. Ele cumpre agenda de shows até o final de agosto e a partir do mês de setembro dá início ao novo projeto. A agenda já está sendo preparada, inclusive com turnê nos EUA ainda este ano.

De família evangélica, Léo nasceu em Imperatriz – MA, mas com apenas seis meses de vida foi morar em Porto Velho – RO. A criança da periferia tinha um sonho: Cantar.

A música entrou em sua vida muito cedo e com apenas sete anos de idade começou a cantar e tocar na igreja e aos nove veio a primeira composição. Já adulto, tentou engatar uma carreira no meio gospel, ainda gravou dois CDs, mas devido as dificuldades não deu certo e chegou a pensar em desistir.

O inesperado 

Após um dia de trabalho, Léo encontrou um violão em um armazém que ficava próximo onde estava e começou a tocar e cantar uma música do sertanejo Eduardo Costa, o qual é fã. A voz diferenciada e afinada despertou a curiosidade das pessoas que estavam ao redor. Impressionados com o que ouviam, dois rapazes pediram para filmar e postar o vídeo. Léo meio desacreditado brincou: “tenho vídeo na internet a tanto tempo e não passa de 30 visualizações rsrsrs”.

Ao contrário do que ele pensou, as imagens logo viralizaram e chamaram a atenção da imprensa local, nacional e do grande público internauta que compartilhava incansavelmente.

Nessa época, ele frequentava e estava engajado no serviço da igreja, sempre com música.

A oportunidade 

Foram milhares de acessos e com isso a chance de mudar de vida. O até então pedreiro que vestia jeans, chinelo e camiseta, acabou virando um super star e ainda destacou a canção “Tatuagem” de sua autoria que também foi abraçada pelo público. Ao saber da história e que era o ídolo do Léo, o cantor Eduardo Costa quis fazer uma surpresa ao ex pedreiro, gravou um dueto e se tornou seu padrinho na música.

De lá para cá a vida do Léo deu uma guinada e ele não parou mais. Em quase três anos de carreira sertaneja, foram cerca de 300 shows com uma média de 15 a 20 por mês, dois CDs, três turnês internacionais nos EUA, música tema da novela “Abismo da Paixão” exibida no SBT no ano passado e aparições em programas de TVs de âmbito nacional como o Domingo Legal, Ratinho e Domingo Espetacular que apresentaram ao Brasil em detalhes toda a trajetória do Léo, do anonimato ao estrelato.

Mesmo com todo sucesso, o maranhense decidiu ouvir o seu chamado e retornar ao gospel para levar a palavra do Senhor através da música e exercer o dom dado por Deus em função Dele.

Atualmente ele mora em Minas Gerais e continua conquistando seu espaço cheio de carisma e simplicidade.

Comentários encerrados.