Um barbearia localizada na região central de Porto Velho realizou, durante o mês de novembro, uma campanha para estimular a doação de cabelos. O objetivo foi arrecadar mechas para a confecção de perucas, que serão destinadas a pessoas em tratamento contra o câncer. De acordo com o gerente Emerson Libório, a iniciativa surgiu depois que um cliente chegou ao local para cortar os cabelos compridos para doar.

Após a boa atitude do cliente da barbearia, o gerente motivado pela ação explica que passou a não cobrar pelo corte de cabelo em troca da doação. Emerson conta que o cliente queria motivar outros homens a doarem o cabelo quando foi à barbearia para realizar o corte.

“Ele chegou aqui na barbearia e disse que queria cortar o cabelo, mas que todo o zelo que teve durante tanto tempo pelo cabelão servisse como uma boa ação para outra pessoa e, com essa atitude, também iniciamos a campanha aqui”, disse Emerson.

Sem distinção entre homem e mulher, Emerson fala que na campanha o corte é gratuito a pessoa que queira doar o cabelo. “Nosso foco foi arrecadação do cabelo para a doação”, reforçou.

Dane Ferreira conta que abriu mão do cabelo comprido e está alegre por saber que é por uma boa causa. “Gosto muito do meu cabelo grande, mas a ação é boa e vale a pena. O sorriso da pessoa que receberá a peruca com meu cabelo, mesmo sem eu ver, tenho certeza que será impagável”, enfatizou.

O barbeiro Matheus Dias, que também é cabeleireiro, fala que, mesmo sem receber pelo trabalho realizado, todo o esforço valeu a pena.

“Como as pessoas que vieram cortar o cabelo ganharam o corte, durante esse tempo, o meu lucro foi pouco, mas só de pensar que toda essa ação vale um sorriso sincero e real das pessoas que realmente precisam, eu tenho ganhado o dobro. Pois o cliente sai de visual novo e feliz por ter feito a doação, e do outro lado um paciente ganha um novo visual com o corte realizado aqui. Tem coisas que não tem preço”, comentou Matheus.

Segundo o gerente da barbearia, o cabelo arrecadado será entregue a uma assistente social do Hospital do Câncer em Porto Velho e, em seguida, será encaminhado à Oficina Força Na Peruca. O local foi inaugurado em junho de 2016 em Ji-Paraná (RO), região central do estado, para confecção de perucas, que são destinadas a pessoas que perdem os cabelos durante o tratamento contra o câncer.

*Jheniffer Núbia, estagiária sob a orientação de Giseli Buscariollo

Fonte: G1 RO