Ao avaliar o momento político em que vive o Estado de Rondônia, o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) espera que o senador Ivo Cassol (PP-RO) obtenha vitória no julgamento do recurso no Supremo Tribunal Federal (STF), na próxima quinta-feira. “Fica ruim para a imagem do estado de Rondônia ter um de seus representantes no Senado Federal preso pelo STF”, disse o senador Acir, durante entrevista à Rede TV!.

A ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, marcou para a próxima quinta-feira o julgamento do recurso do senador Ivo Cassol. Ele foi condenado em agosto de 2013 a quatro anos, oito meses e 26 dias de detenção em regime semiaberto, por fraudes em licitações.

A Procuradoria-Geral da República apresentou um requerimento formal à presidente do Supremo, relatora do caso, para que priorizasse a marcação desse julgamento. O pedido chegou ao gabinete da presidência no último dia 27.

Mais de quatro anos e três meses depois de o STF condenar Cassol, a Corte ainda não encerrou o julgamento de recursos do parlamentar e dos outros dois réus condenados.

Responsável por elaborar a pauta das sessões plenárias do tribunal, Cármen colocou o recurso de Cassol como o primeiro item previsto para julgamento na quinta-feira, mesmo dia em que está prevista a discussão de uma ação ajuizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) que quer impedir a Polícia Federal de firmar acordos de colaboração premiada.

DIÁRIO DA AMAZÔNIA