Jovem enterrada por marido que deixou bilhete foi morta com tiro à queima-roupa em RO

A perícia feita no corpo de Vanessa Souza Nascimento, de 23 anos, revelou que a jovem foi morta com um tiro de espingarda, disparado à queima-roupa. O corpo de Vanessa foi achado na última sexta-feira (4) enterrado no quintal de casa, após o marido deixar um bilhete indicando a localização da cova. O suspeito, Osmar Pereira do Carmo, cometeu suicídio após o crime.

De acordo com a Polícia Civil, Vanessa foi morta com um tiro de espingarda. A bucha estava no corpo da vítima, com parte do cartucho ainda carregado com pólvora. Depois de ser morta, a jovem foi enterrada pelo suspeito com capacete e uma capa de chuva.

A arma usada no feminicídio e a moto da vítima ainda não foram localizadas pela polícia.

No fim de semana, o delegado Adriano França revelou que a jovem ligou para o pai antes de desaparecer, em 31 de dezembro. Na ocasião, Vanessa informou à família estar arrumando a mala e que naquele dia iria embarcar até Ariquemes (RO).

Corpo foi achado após suspeito deixar bilhete — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Corpo foi achado após suspeito deixar bilhete — Foto: Polícia Civil/Divulgação

“Às 15h24 ela ligou para o pai e disse que iria viajar sozinha. O pai perguntou se havia um problema entre o casal, mas a vítima negou e ressaltou estar tudo bem”, conta o delegado.

Bilhete

A polícia só chegou ao corpo de Vanessa depois de encontrar Osmar morto e um bilhete, provavelmente escrito pelo marido, indicando a localização do cadáver da esposa.

Depois de ser localizado pela polícia, Vanessa foi sepultada no cemitério municipal de Cujubim no sábado (5). O esposo dela também foi enterrado no mesmo dia.

Segundo um primo da jovem, eles estavam juntos há cerca de um ano e não tinham filhos. Uma das hipóteses é de que Osmar matou a esposa e depois cometeu suicídio.

Suspeito deixou bilhete indicando onde estava o corpo — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Suspeito deixou bilhete indicando onde estava o corpo — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Por Rinaldo Moreira, G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: